Correntes e Linhas

A tradição pagã piaga se caracteriza pelo politeísmo e conexão com os ciclos da natureza, mas se diferencia de outras vertentes pagãs “importadas sem adaptação” pelo fato de nutrir uma conexão com as entidades espirituais nativas da terra. Os cultos “neopiagas” são divididos em dois grupos, ou correntes, denominadas: Corrente da Terra e Corrente Colona.

Na Corrente Colona estão englobados todos os cultos pagãos com raízes estrangeiras. São cultos que assumem caráter mais particular e pessoal dentro das celebrações comunitárias. É mais ou menos o que ocorre no catolicismo, que possui vários santos, mas cada devoto escolhe aqueles de sua preferência. Mais adiante abordaremos de forma mais detalhada as linhas da corrente colona.


LINHAS DA CORRENTE DA TERRA

Na Corrente da Terra estão englobados os cultos a divindades e entidades espirituais nativas do Brasil. Essa linha se subdivide em quatro linhas, são elas:

- Linha Piaga
- Linha das Almas
- Linha do Culto Índio
- Linha dos Encantados
- Linha dos Deuses Nativos




A seguir, vamos conhecer um pouco melhor sobre cada uma dessas linhas, incluindo as entidades que fazem parte de cada uma delas.

1. LINHA PIAGA

Nessa linha são cultuadas as entidades legitimamente piagas, ou seja, espíritos guardiões da terra e ancestrais espirituais que foram registrados em pinturas rupestres, lendas e na cultura popular. Como exemplo de entidades da linha piaga, temos:
* Piaga-Alado; Piaga-Guerreiro; Sereia-Piaga; Carnaúba-Sagrada; Cabeça-de-Cuia; Barba-Ruiva; etc.
Piaga Alado (Registro rupestre de Sete Cidades/PI)
Sereia Piaga (Registro rupestre de Castelo do Piauí/PI)

2. LINHA DAS ALMAS

Nessa Linha são cultuadas as Almas, por isso é denominada "Linha das Almas", onde temos subdivisões como: heróis; desbravadores; mártires; curandeiros; pretos-velhos; etc. Como exemplo de entidades classificadas como "almas", temos:
* Curandeiro Catirina; Ludovico Choven'água; Heróis do Jenipapo; etc.


3. LINHA DO CULTO ÍNDIO
Representação de Caboclo realizando cura

Nessa linha são cultuados apenas espíritos de caboclos, pajés e índios. São espíritos de civilizações ameríndias primitivas, que por sua elevação espiritual, vêm ao mundo dos vivos para ajudar, curar, compartilhar conhecimentos e guiar na jornada que aproxima o homem da natureza. 

Alguns desses espíritos também são cultuados em outras religiões, como no catimbó, na encantaria, no candomblé e na umbanda, mas no paganismo piaga se rompe com as influências cristãs e não há incorporação direta. Como exemplos de entidades dessa linha, temos:

* Cabocla-Jurema; Caboclo-Sete-Flechas; Caboclo-Tupinambá; Cabocla-Iara; Caboclo-caçador; etc.


4. LINHA DOS ENCANTADOS

Os encantados são espíritos da natureza que são estudados e honrados nessa linha. Apesar da natureza punitiva de alguns desses seres, os “neopiagas” acreditam na importância de conhecê-los e apaziguá-los. 

Boto, entidade dos rios amazônicos
Alguns podem se aproximar do homem e fazer amizade, enquanto alguns preferem manter distância, vivendo nas matas, rios e zonas afastadas da natureza. Esses espíritos não são Deuses, mas sim criaturas que atuam como guardiões da natureza. 

Para quem não os conhece, inicialmente são energias misteriosas e difíceis de serem definidas. Os encantados podem ser até mesmo antepassados que, enquanto estavam vivos, se transformaram e se tornaram parte da natureza, sem a necessidade de passar por uma “morte” física. 

Na linha dos encantados temos várias subdivisões, como: encantados da mata; encantados dos rios; encantados das ruas e espíritos; etc. Como exemplo de entidades da linha dos encantados, temos:

* Boto; Matintaperera; boiadeiros; Saci-pererê; malandros; príncipes e princesas; ninfas; elementais; caruanas e espíritos; etc.


5. LINHA DOS DEUSES NATIVOS

Na linha dos Deuses Nativos são cultuadas divindades de panteões indígenas brasileiros. 
Não são espíritos comuns, mas sim Deuses, estando acima dos espíritos comuns e dos encantados, na hierarquia piaga. Entre alguns Deuses nativos, temos:

* Jurupari; Angra; Guaraci; Anhangá; Yara; Monã; Rudá; Teju Jagua; etc.


LINHAS DA CORRENTE COLONA

Na Corrente Colona estão englobados todos os cultos pagãos com raízes estrangeiras, ou seja, são cultuadas divindades e entidades dos panteões grego, romano, nórdico, eslavo, dentre outras. São cultos que assumem caráter mais particular e pessoal dentro das celebrações comunitárias, ou seja, enquanto um adepto pode ter afinidade especificamente por um panteão dessa corrente, pode ser que não dedique um culto pessoal a divindades de outro grupo de Deuses. Cada devoto pode escolher aqueles Deuses de sua preferência, de acordo com a ancestralidade ou afinidades espirituais.

Na Corrente Colona existem várias linhas, que por sua vez podem ser subdivididas em cultos. A seguir estão listadas as linhas e cultos da Corrente Colona, veja.


01. Linha Africana ou Yorubá
02. Linha Ameríndia
     Culto Inca; 
     Culto Asteca; 
     Culto Maia
03. Linha Celta
04. Linha Egípcia
05. Linha Eslava
06. Linha Grega
07. Linha Hindu
08. Linha Lusitana
09. Linha Nórdica
10. Linha do Haiti
11. Linha do Gelo (ou Esquimó)
12. Linha do Oriente Médio
     Culto Babilônico; 
     Culto Sumeriano; 
     Culto Árabe; 
     Culto Canaanita; 
     Culto Armênio;
     Culto Persa.
13. Linha do Extremo Oriente (ou Linha Asiática)
     Culto Chinês;
     Culto Japonês.
14. Linha do Pacífico
     Culto do Havaí
     Culto Aborígene (ou Culto da Oceania)
15. Linha Romana



A seguir, vamos conhecer um pouco melhor sobre cada uma dessas linhas, incluindo as informações básicas e algumas das principais entidades que fazem parte de cada uma delas.


01. Linha Africana (ou Yorubá)
Nessa linha são cultuadas divindades de origem Yorubá e de outras tribos africanas. São chamados de Orixás ou Voduns.

Divindades da Linha Africana: Oxum; Ossaim; Oxumaré e Exu

02. Linha Ameríndia
Essa linha é subdividida em outros três cultos principais, que são os cultos Inca, Asteca e Maia. Cada um desses subgrupos da Linha Ameríndia possui um grupo específico de divindades. 
   
Culto Inca; 
Culto Asteca;
Culto Maia


03. Linha Celta
Nessa linha são cultuadas divindades e seres espirituais de origem celta. Algumas delas são:

Divindades da Linha Celta: Cernunnos e Green Man

04. Linha Egípcia
Nessa linha são cultuados as divindades do panteão egípcio, com celebração de festivais de origem egípcia, adaptados à realidade local brasileira.

Divindades da Linha Egípcia

05. Linha Eslava
Na linha eslava são cultuados Deuses da região que atualmente corresponde aos países russos/eslavos.

Divindades da Linha Eslava: Morana; Veles; Svarog; Stribog e Perun

06. Linha Grega
Nessa linha são cultuados Deuses, semi-deuses e heróis de origem helênica.

Divindades e heróis helênicos

07. Linha Hindu
Os Deuses e Deusas do panteão indiano são honrados nessa linha

Divindades Hindus

08. Linha Lusitana
Nessa linha são cultuadas divindades do panteão lusitano, da região que atualmente corresponde a Portugal.

09. Linha Nórdica
As divindades do panteão nórdico são honradas nessa linha.
Divindades da Linha Nórdica

10. Linha do Haiti
Nessa linha são cultuadas divindades comuns do culto vodu.


11. Linha do Gelo (ou Esquimó)
Nessa linha são cultuadas divindades dos povos inuit.

12. Linha do Oriente Médio
Nessa linha são cultuadas divindades dos antigos povos que viveram na região do Oriente Médio, como os babilônicos, sumerianos, árabes, canaanitas, armenianos e persas.

Culto Babilônico; 
Culto Sumeriano;
Culto Árabe; 
Deuses do Culto Árabe
     Culto Canaanita;
Deuses do Panteão Cananeu
Culto Armênio;
Culto Persa.

13. Linha do Extremo Oriente (ou Linha Asiática)
  Nessa linha são cultuados os Deuses Chineses, Japoneses e Mongóis.
  
Culto Chinês;
Deuses Chineses
Culto Japonês.
Deuses Japoneses

14. Linha do Pacífico (ou Linha das Ilhas)
Nessa linha são cultuadas divindades de culturas distribuídas geograficamente na região do oceano pacífico.

Culto do Havaí;
Deuses Havaianos
Culto Aborígene (ou Culto da Oceania).
Divindades aborígenes australianas


15. Linha Romana
Nessa linha são cultuados os Deuses do panteão etrusco/romano, em especial as divindades tidas como Indígetes, ou seja, divindades nativas.


Divindades da Linha Romana


2 comentários: